VEREADORES COBRAM REVISÃO SALARIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS DE CHAPADA

Publicado por: Quinta, 21 Abril 2022 11:14

WhatsApp Image 2022 04 21 at 10.39.53Diante das cobranças de inúmeros servidores, a Câmara Municipal está reivindicando junto à Prefeitura de Chapada dos Guimarães a Revisão Geral Anual (RGA). Os vereadores Benedito Edmilson – Bozó (PTB), Jonas Gaudério (UB), Cidú Siqueira (PSDB), Mariano Fidélis (PDT), José Otávio (PL) e Rosa Lisboa (PL), estiveram no gabinete no prefeito Osmar Froner na tarde desta quarta-feira (20) para cobrar o impacto orçamentário e financeiro do valor devido aos servidores municipais.

A Revisão Geral Anual corresponde à devolução do poder de compra aos servidores, que é corroído durante o ano por conta da inflação. De acordo com o presidente da Casa de Leis, Bozó, a cobrança é necessária devido à aproximação da data base da correção salarial dos servidores que é o mês de maio.

“Fazer a correção dos salários dos servidores é mais do que um direito destes, é uma medida de justiça. Os únicos que tiveram os salários corrigidos até agora foram os servidores da Educação. Nós chegamos a pedir para o prefeito a antecipação da RGA para todos os servidores, mas fomos informados sobre a necessidade da realização de um estudo de impacto financeiro nas contas pública”, disse o presidente.

Bozó também destaca que os vereadores recebem constantemente cobranças dos servidores para que a revisão seja garantida.

“Decidimos cobrar novamente o prefeito para que conceda um aumento digno a todos os servidores. Sabemos que os professores já foram contemplados com o reajuste, e esperamos que esse direito seja estendido aos demais profissionais do serviço público de Chapada dos Guimarães. Nós somos cobrados com frequência, principalmente pelos servidores da Secretaria Municipal de Obras. Esperamos a sensibilidade do prefeito Osmar, do vice-prefeito [Carlos Eduardo], e do secretário de Administração [Marcos Soares] para que seja feito esse estudo e um reajuste digno”, completou o vereador.

Já o vereador Jonas Gaudério, ressalta que “a prestação dos serviços públicos com qualidade só se concretiza através da valorização e reconhecimento dos servidores”, disse.

Impacto financeiro

Os vereadores reivindicam que seja garantido a RGA respeitando o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado dos últimos 12 meses de 2022, que ficou em 11,3%.

De acordo com os dados apresentados pela Secretaria Municipal de Administração, a última folha, relativa ao mês de março, fechou em R$ 2.804.451,84. Se o reajuste de 11,3% for concedido pelo prefeito Osmar Froner os servidores terão um incremento de R$ 217.252,93 no salário.

O reajuste deve alcançar à aproximadamente 330 servidores, entre comissionados e efetivos, com exceção dos cerca de 90 profissionais da Educação que já foram contemplados em fevereiro deste ano. O aumento para categoria teve um percentual necessário para equiparar ao piso nacional dos profissionais do magistério público da educação básica, que foi reajustado em 33,24%, conforme a Portaria 67/2022 do Ministério da Educação.