Projeto de Lei cria Plano Municipal de Prevenção ao Suicídio

74612992 1384514465032394 2134309690518011904 nProjeto de Lei nº 039/2019, de autoria da vereadora Profª Cidú Siqueira, que cria o Plano Municipal de Prevenção ao Suicídio, recebeu parecer favorável, na última sessão da Câmara Municipal.

O objetivo é criar políticas públicas de prevenção ao suicídio, já que o Brasil é o oitavo país do mundo com o maior número de casos. Estão previstos no plano a realização de palestras, criação de canais de atendimento, distribuição de materiais informativos, e a oferta de acompanhamento profissional especializado na rede pública de saúde.

“O intuito é ampliar o conhecimento da população, através de procedimentos informativos e educativos, sobre a depressão e o suicídio; suas causas, sintomas, meios de prevenção e de tratamento”, argumenta vereadora. “Identificar possíveis sintomas, tratar o transtorno e promover o acompanhamento de indivíduos que apresentem perfil, minimizando a evolução dos quadros que podem chegar ao suicídio, combatendo também o preconceito que os cerca, incentivando a busca pelo tratamento dos pacientes”.

No Brasil, têm crescido nos últimos anos, segundo o Ministério da Saúde. Os dados mais recentes mostram que, na faixa etária de 15 a 19 anos, foram 722 mortes em 2015, um recorde nos últimos dez anos. O suicídio é a segunda causa de morte de jovens no mundo.

Lamentavelmente a tendência aponta para um crescimento alarmante dentro das escolas. Somente nestes anos de 2018 alguns casos ganharam destaque, levando muitos pais e professores a se questionarem sobre como lidar com o tema: há questões especiais às quais é preciso estar atento, já que adolescentes enfrentam dilemas próprios relacionados ao amadurecimento e ao futuro.

Mato Grosso registrou o aumento de 44% no período de 4 anos, entre 2015 e 2018. Os óbitos saíram de 150 registros para 216. Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES). A taxa de mortalidade a cada 100 mil habitantes saiu de 4,6 para 6,4. Nos 4 anos compreendidos no levantamento, 738 pessoas tiraram a própria vida no Estado. As lesões autoprovocadas -tentativas de suicídio, automutilação - chegaram a 1.753 registros no mesmo período.

De janeiro a julho de 2019, foi menor do que em 2018. No entanto, os dados são alarmantes. Em apenas seis meses, 28 mulheres e 89 homens tiraram a própria vida – contra 27 mulheres e 111 homens do ano passado.

GWS Logomarca CM Chapada Blue

Av. Fernando Corrêa, Centro, n°. 763, CEP: 78.195-000
Câmara Municipal de Chapada dos Guimarães - Mato Grosso

Search